sexta-feira, março 10, 2006

A relação entre nós e nosso Deus

Izaias Resplandes
Creio que Deus sempre irá nos abençoar para que nós possamos dar conta de atender aos nossos compromissos. É claro que, para que isso ocorra, não devemos deixá-lo de lado. Pelo contrário, devemos sempre nos achegar a ele, sendo fiéis a ele e cumprindo a sua palavra. "Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará" (Sl 37:5). Devemos ir à Igreja, ler e estudar a Bíblia, não deixar de orar. Enfim, devemos ter uma vida com Deus. Esse é o caminho. Dediquemo-nos aos nossos estudos, mas não deixemos que a nossa ciência seja superior à Palavra de Deus. Devemos ver o quanto a Ciência comprova da Palavra e não o que a ciência critica sem provar.
O verdadeiro cientista admite como hipótese (que pode ser verdade) aquilo que ele ainda não consegue provar. Nós cremos em muitas coisas que a ciência não pode provar. Isso não quer dizer que elas não sejam verdadeiras, mas apenas que ainda não chegamos ao plano em que é possível a nós comprendê-las. Tenho certeza de que um dia tudo ficará claro. Não percamos a nossa fé na Palavra de Deus. Fiquemos felizes porque a ciência já consegue comprovar muitas verdades bíblicas. Esse é um bom indício de que as demais afirmações, mais cedo ou mais tarde também serão comprovadas. Não nos esqueçamos: Deus criou o Universo, o homem apenas o tem transformado. E, pela Lei de Lavoisier, sabemos que "na natureza, nada se cria..., tudo se transforma". A persistência dos cientistas têm descoberto inúmeras leis divinas que não conseguíamos entender. Isso tem melhorado a qualidade de vida do homem. A cada descoberta das verdades divinas que estão implantadas na criação, nós vamos nos aperfeiçoando e melhorando a nossa qualidade de vida.
Fiquemos com Deus. Ele é o melhor caminho para aquele que tem pouco conhecimento e também para o que tem muito conhecimento e que se humilha diante dele, reconhecendo que foi ele quem nos deixou tudo isso, para o nosso bem. Deus quer que nós sejamos felizes. Não corramos atrás do vento, atrás de coisas que não valem a pena.

Nenhum comentário: