domingo, fevereiro 28, 2010

Duas verdades



Não se discute que a internet seja importante... Mas por outro lado, também não se pode esquecer que a família seja fundamental!


Prof. Izaias Resplandes

terça-feira, fevereiro 23, 2010

O candieiro

Carro de bois. São Luís dos Montes Belos, GO


O CANDIEIRO

Viveu na roça menino
No sertão de Mato Grosso
Filho de Marcelino
Bom carreiro desde moço.

Era o candieiro Izaias
Que à frente dos bois de guias
Gritava com forte brado:
Vem cá Sombreiro! Vem cá Sobrado!

E pelo sertão afora, o carro-de-bois cantava
Sob o peso de sua carga, que lado a lado levava.
E o carreiro e o candieiro, de breve em breve embalava:
Vai Sombreiro! Vem cá Sobrado!

O carreiro Marcelino, cantarolando animado
Falava com os bois da guia,
Caminhando pelo lado
Vai Sombreiro! Vai Sobrado!

E no embalo da cantoria,
As juntas de bois puxavam
A riqueza do Brasil que então se produzia.
Vai Sombreiro! Vai Sobrado!

Também nos tempos de festa, o carreiro era chamado.
Enchia o carro de gente, que vinha de todo lado
E então lá praquelas bandas, só se ouvia esse brado:
Vai Sombreiro! Vai Sobrado!



Drª Keit Newmann

A perseverança, a dedicação, o zelo e o esforço por fazer aquilo que se decidiu é uma das formas de se assegurar uma trajetória bem sucedida. Acreditar em si mesmo e no seu potencial sem desprezar o apoio dos companheiros de jornada, dos pais, da família de um modo geral, dos amigos, professores e parceiros é decisivo para a vitória. Fazer as lições de casa, valorizar as experiências, planejar cada passo, não deixando nada para traz, realizando cada coisa na sua hora e vez é vital para coroar a realização de nossos sonhos e ideais.

Keit... Você passou por todos esses estágios e por isso tem sido bem sucedida, é vitoriosa e conseguiu realizar esse sonho lindo de se tornar uma operadora do Direito. Agora siga em frente com as bênção Deus e de todos nós, os que sempre acreditaram no seu talento e no seu potencial.




Parabéns! A vitória que você alcança hoje é uma conquista de um grupo muito seleto. É um honra pertencer a ele e maior ainda, recebê-la nesse círculo. Sucesso!




Prof. Izaias Resplandes

segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Visita de um amigo


Amanhã estarei recebendo a visita de um amigo, um dos maiores violeiros desse país. Ele canta o amor por Poxoréu como nenhum outro. Faz sucesso e amigos em todo o lugar por onde anda. E é meu amigo... É com muita ansiedade que estou esperando esperando a visita de Aurélio Miranda, nosso rei da viola.
Seja sempre bem-vindo, companheiro! É uma honra recebê-lo em minha casa.
Até amanhã!

domingo, fevereiro 21, 2010

Município de Resplandes, atual Fernando Falcão, MA

Vista Panorâmica de Fernando FalçãoCrédito: Maggaly
Disponível em: http://www.radioecosvida.com.br/home/galeria-fotos.asp

Histórico de Fernando Falcão, antigo Distrito de Resplandes

Gentílico: fernandense


Formação Administrativa: Distrito criado com a denominação de Resplandes, pela lei estadual nº 269, de 31-12-1948, subordinado ao município de Barra da Corda. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o distrito de Resplandes figura no muicípio de Barra da Corda. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991. Elevado à categoria de município com a denominação de Fernando Falcão, ex-Resplandes pela lei estadual nº 6201, de 10-01-1994, desmembrado de Barra da Corda. Sede no antigo distrito de Resplandes atual Fernando Falcão. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-10-1997. Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.


Alteração toponímica distrital: Resplandes para Fernando Falcão alterado, pela lei estadual nº 6201, de 10-01-1994.

A estrada da vida


A vida é uma longa estrada. Para vencê-la devemos dar um passo de cada vez. Assim, a gente chega lá. Vamos em frente!


Prof. Izaias Resplandes

sábado, fevereiro 20, 2010

História dos Resplandes: de Sobral, CE a Fernando Falcão, MA

A história da família Resplandes está ligada ao município de Sobral, Estado do Ceará, de onde partiram alguns migrantes, para se fixar no futuro município de Fernando Falcão, Estado do Maranhão. É nesse sentido que se encaminha a pesquisa genealógica que estamos desenvolvendo.
Pe. Isidoro Rodrigues Resplandes

O pesquisador Francisco Sadoc de Araújo em sua “Cronologia sobralense”, volume 1, Gráfica Editorial Cearense, 1974, pág. 85, registra que, na história de Sobral,CE, “em janeiro de 1730, o curato foi assumido pelo Pe. Isidoro Rodrigues Resplandes”.
Procurador Manoel da Costa Resplandes

Ainda na história de Sobral, o escritor Guilherme Studart Studart, em sua obra “Datas e factos para a história do Ceará”, publicada pelo Instituto do Ceará em 1973, registra à página 338, a presença naquela cidade do “Procurador Manoel da Costa Resplandes”.
Jacintha de Sousa Resplandes
Por último, Vicente Miranda em seu “Três séculos de caminhada”, Editora SM, 2001, pág. 240, registra que “... Francisco Machado de Brito, casou-se em 12 de fevereiro de 1863 com Maria Raimunda Ferreira Pontes, filha de Joaquim Ferreira Pontes e Jacintha de Sousa Resplandes, naturais de Sobral (liv. 4, fl. 148) ...”.
Nesse sentido, a pesquisa nos mostra uma presença bem antiga dos Resplandes na cidade de Sobral, Estado do Ceará. É de ver que nossas raízes mais recentes estão ligadas ao Jenipapo do Resplandes, atual município de Fernando Falcão, no Estado do Maranhão. Mas, pelo que consta, Manoel Resplandes, o fundador de Jenipapo seria um migrante vindo do Ceará.
O Jornal Pequeno, (http://www.jornalpequeno.com.br/2007/5/13/Pagina56055.htm), em sua edição eletrônica de 13 de maio de 2007, assim registra:
Maria Resplandes, de 77 anos, é uma das mais antigas representantes do clã em
Fernando Falcão. Ela disse ao JP que seu bisavô, João Resplandes, natural do
Ceará, foi um dos primeiros a chegar ao local em que hoje se situa o município,
estabelecendo uma rocinha. “Ele era galego do olho azul e se arranchou na casa
de um moreno, que tinha umas filhas moças. O moreno gostou dele e casou uma das moças com meu bisavô. Por isso, hoje a gente vê tanta gente morena de olho claro por aqui”, contou dona Maria
”.
É nesse sentido que se dá, também, o resgate feito pelo sítio da Rádio Eco’s Vida FM, 87.9 MHz, quando aborda a História de Fernando Falcão, registrando o seguinte:

Manoel Resplandes de Araújo, um jovem cearense, natural da “Serra Grande”,
visitou o lugar em 1831, quando procurava terras férteis para ocupar e expandir
o rebanho bovino de gado, um próspero fazendeiro que habitava no povoado
conhecido como Machado, município de Mirador. Em abril de 1832, Manoel iniciou a ocupação das terras em companhia de sua esposa Bernardina, trazendo um rebanho de aproximadamente 80 cabeças de gado bovino. Sua residência foi construída no Alto do Canção (na entrada que vai para Rancharia), um lugar arejado que seria capaz de evitar a febre amarela, “impaludismo”, que era muito comum nas áreas alagadas do Brejo Grande e do Varjão.
Inicialmente, o fundador do lugar chamou-o de Jenipapo, pois havia grandes florestas de jenipapeiros na maioria dos vales. Somente em 1835, quando Barra do Corda foi fundada, Manoel Resplandes conseguiu aforar as terras do lugar em seu nome. Na hora de registrar o aforamento em nome do Manoel Resplandes de Araújo, o escrivão propôs que o nome fosse Jenipapo dos Araújos, mas Manoel preferiu que fosse Jenipapo dos Resplandes, por haver morrido para o Ceará e resplandecido na nova terra que o Senhor lhe deu.
O rebanho de Manoel prosperou rapidamente, pois a terra era fértil, com várzeas cobertas de pastagens nobre como a milha e a gitirana, apropriadas para a engorda do gado, pelo que se afirma que a ocupação do lugar teve sua origem
pastoril.
Do casal pioneiro (Manoel e Bernardina), nasceram 10 filhos, sendo oito homens e duas mulheres, cujos nomes são os seguintes: João Resplandes (o primogênito), Manoel Resplandes Filho, Gregório Resplandes, Adelino Resplandes, Beato Resplandes, Bento Resplandes, Alexandre Resplandes, Suzana Resplandes e Amélia Resplandes.
Atualmente (em 2002), a seqüência genealogia de Manoel Resplandes já vive a sua
sexta geração, sendo que 80% da população da atual cidade de Fernando falcão têm algum grau de parentesco com o fundador do lugar.
A segunda família a fixar residência definitiva no lugar foi a dos “Barbalhos”, cujo chefe era Francisco Barbalho, a quem Manoel Resplandes cedeu a parte superior do Suturno, por volta de 1845.
A terceira família que se agregou a Manoel Resplandes foi a de José Francisco de Sousa, que em 1848 fixou residência na localidade conhecida como Canto do Bacuri, onde ainda existe um poste com o seu nome às margens do Rio Alpercata.
A quarta família foi a dos Cavalcante, cujo chefe era João Cândido Cavalcante, que habitou no Moxotó.
A quinta família migrante foi a do senhor Firmo Resplandes de Araújo, irmão do próprio fundador do lugar, o qual habitou nas margens do Riacho Suturno. Essas famílias migraram do sertão nordestino, mais precisamente do Ceará, fugindo dos horrores da seca que assolou a região. Mas a partir de 1888, com a libertação dos escravos, o processo de habitação foi acelerado e as fazendas se expandiram nas terras devolutas e inexploradas. Por muito tempo a atividade pastoril era a única fonte de renda segura, sendo a agricultura uma a simples atividade de subsistência. Nesse período os fazendeiros mais ricos recebiam patentes de capitão e de major, conferidas pelo próprio povo, de acordo com a grandeza do rebanho de seus possuidores. Entre os agraciados com esses títulos, destacam-se Estevão Ferreira (do povoado Leandro) que recebeu a patente de capitão; Fernando da Mumbuca que recebeu a mesma patente, e Ladislau (filho de José Francisco de Sousa), o único a receber a patente de major, visto que possuía cerca de 600 cabeças de gado.


O Maranhão seria, por assim dizer, um dos berços dos Resplandes. Antes, porém, a origem da família deve ser buscada no Ceará, sendo que as evidências nos encaminham mais precisamente para a cidade de Sobral.

sexta-feira, fevereiro 19, 2010

Neotestamentários realizam o XXXVI Retiro de Carnaval em Poxoréu, MT

A Igreja Evangélica Neotestamentária, desde 1983, realiza em Poxoréu, MT, um Retiro Espiritual durante o período de carnaval. Além desse, algumas vezes também realizou o evento em outros meses do ano, principalmente durante a Semana da Pátria.



Neste ano, mais uma vez os neotestamentários estiveram reunidos em “Rio dos Crentes”, Acampamento Neotestamentário localizado no município de Poxoréu, MT, a três quilômetros da cidade, promovendo e realizando o seu XXXVI Retiro de Famílias, no período de 13 a 16 de fevereiro de 2010, do qual participaram 305 irmãos, assim distribuídos: Santo Antônio do Leste, MT (3); Rondonópolis, MT (47); Sorriso, MT (12); Sinop, MT (1); Jaciara, MT (13); Barreirinhas, AM (3); Nova Olímpia, MT (67); Tangará da Serra, MT (3); Cuiabá, MT (65); Várzea Grande, MT (12); Barão de Melgaço, MT (35); Barra do Garças, MT (1); Campo Grande, MS (7); Primavera do Leste, MT (11); Ji-Paraná, RO (3); Nova Brasilândia, MT (8); e, Poxoréu, MT (12). Parabéns a Nova Olímpia, que trouxe a maior delegação.

O evento teve como Coordenador Geral o Pr. Sebastião Mariberto, da Neo de Nova Olímpia, MT e contou com o apoio dos seguintes irmãos das Neos de Mato Grosso: Secretário: Izaias Resplandes de Sousa; Compras: Izaias Resplandes (Poxoréu); Escala de Serviços: Diác. Jair e Marcia Lomeu (Rondonópolis); Cozinha: Rosa e Oraide (Cuiabá); Apito: João Rita (Jaciara); Som: Pr. Ivon Silva (Cuiabá); Limpeza dos Banheiros Femininos: Mildre (Sinop); Limpeza dos Banheiros Masculinos: Diác. Leonildo (Cuiabá); Arrumação dos Bancos: Todos os diáconos presentes; Limpeza do Pátio, locais de reunião e refeitório: Gilson (Sorriso); Limpeza da Cozinha: Benedito Ribeiro (Barão de Melgaço); Água: José Carlos (Poxoréu); Energia: Agustinho (Cuiabá); Esportes: Altamiro (Primavera do Leste); Enfermaria: Mildre (Sinop); Fila: Pr. Ivon (Cuiabá) e Gilson (Sorriso); e, Recreação: Priscila Queiroz, Ana Paula e Carla (todas de Cuiabá).

Os estudos foram ministrados pelos seguintes missionários da UMNT – União Missionária Neotestamentária: Isaías da Silva Almeida e Rosângela Lins de Almeida (Campo Grande, MS), Joab Nogueira de Oliveira e Maria Carleândia Lima Martins de Oliveira – “Carla” (Barreirinhas, AM), Zigomar Oliveira Silva e Elaine Rodrigues de Souza Oliveira (Rondonópolis, MT); pelos seguintes Pastores: Ivon Pereira da Silva (Cuiabá, MT), Roque do Nascimento (Barão de Melgaço) e Nanao Yamamoto; pelo Diácono Leonildo Toledo de Moraes; e, pelos seguintes professores: Victor, Milca, Deuzina, Rosiran, Esther, Benilce e Alessandra, Ana Paula e Cléberson, Altamiro, Edicléia, Raquel e Márcia Paelo, Émerson e Ana Paula Dias, Roberto e Maria do Carmo.

Novamente, a graça de Deus superou as nossas melhores expectativas. Nós pedimos um bom tempo durante os dias de Retiro e fomos abençoados com um clima agradável. Tivemos algumas chuvas leves, mas que, muito além de causar nenhum transtorno, trouxe-nos o benefício de amenizar o calor mato-grossense. Foi muito parecido com o “orvalho de Hermon” que desceu sobre o Acampamento “Rio dos Crentes”. Todavia, no final da tarde do dia 16 de fevereiro, terça-feira, aí sim, caiu um pé d’água daqueles. Segundo o irmão José Carlos, a chuva foi tão forte que apagou todos os sinais de que alguém havia estado no Acampamento. Mas então, já estávamos todos em casa. Graças a Deus por isso e por tudo o mais. Além do bom tempo, fomos supridos com os recursos necessários para que nada nos faltasse durante o nosso abençoado encontro.

Para encerrar, não perdido dizer que mais uma vez só não teve benefícios aquele que não participou, por que, no geral, todos ficaram saciados com a multiforme graça de Deus. Mas, que se animem, principalmente os jovens e adolescentes, porque de 02 a 04 de abril estaremos de volta em Rio dos Crentes para organizar e realizar mais um Retiro para os nossos jovens e adolescentes.

Portanto, preparem-se! Estamos apenas a 43 dias dessa grande oportunidade. Para ler e saber mais sobre o XXXVI Retiro de Famílias de Poxoréu e, inclusive ver muitas fotos, basta acessar o blog da UMNT e o Portal da Fé.

Izaias Resplandes - Secretário


Para saber mais sobre as atividades da Igreja Neotestamentária, acesse: http://www.umnt.blogspot.com/.

Desejos


Desejar é perfeitamente normal. Todavia, devemos desejar coisas que sejam possíveis de ser desejadas, para que os nossos desejos tenham reais possibilidades de se materializarem. E o meu desejo de hoje é que você seja muito feliz!


Prof. Izaias Resplandes

domingo, fevereiro 07, 2010

O tempo da bênção

Deus tem muitas bênçãos para nós, mas temos que ter a paciência de esperar o tempo certo para recebê-las.

Izaias Resplandes

Filhos de Seu Tunico



Posted by Picasa

sábado, fevereiro 06, 2010

Os donos do mundo

O mundo não é somente dos que vivem, mas principalmente daqueles que lutam com galhardia para transformá-lo em um lugar melhor para todos os homens.
Izaias Resplandes

quinta-feira, fevereiro 04, 2010

Antiguidades

A foto maior, de Izaias Resplandes de Sousa foi tirada em Alto Araguaia, MT, no ano de 1969.
A foto de Vildacy Resplandes de Sousa, em destaque, foi tirada na mesma época da foto coletiva,
que tiramos junto com a turma da Florizete Nunes de Sousa, filho do tio Antônio Muranga. Essa foto foi tirada em Goiânia, durante uma visita que minha mãe Maria Resplandes de Sousa e Vildacy nos fez, creio que em 1974, ano em que eu estudava na Escola Técnica Federal de Goiás.

A memória não ajuda, mas acho que os filhos de Florizete, na foto são: Noranei e Izelman (os mais velhos); depois Marly e Eliete (nos braços de Noranei). Noranei era a "Fia" e Izelman, o "Mano"
Posted by Picasa