quarta-feira, abril 20, 2011

É tempo de acampar




* Izaias Resplandes

A cidade é maravilhosa, cheia de cores, cheiros, sabores... Encantos que sempre cabem nos bolsos e bolsas de cada um. É quase certo que se pode encontrar qualquer coisa que se procurar. Eu sou urbano. Embora tenha nascido no campo, aos dez anos eu fui viver na cidade e me apaixonei por suas luzes, pelo seu esplendor, pela beleza das magníficas construções e até pelo corre-corre de seu movimento.
Eu ainda me lembro de quando cheguei em Alto Araguaia, MT, na divisa com Goiás, nos idos de 1969, para estudar no Ginásio Pe. Carletti. Era tardezinha. Começava a turvar. Então, após uma curva da estrada eu avistei as luzes da cidade. Quantas luzes! Que coisa linda! Aquela imagem nunca mais se apagou da minha mente. Para mim fora como se estivesse chegando ao céu. Que encanto! Amor à primeira vista.

[...]

Na medida em que eu escrevia sobre Poxoréu e para o povo da região eu fui amando cada vez mais essa cidade. Hoje, Goiânia já não me fascina mais do que o encanto de Poxoréu. Aqui existe a paz e o sossego divino. Há lugares maravilhosos, cada um mais lindo do que o outro.
Deus foi generoso com Poxoréu. Deu-lhe um relevo espetacular. Este é o lugar para se descansar do corre-corre da cidade grande sem quase sair da cidade. Esta é uma cidade rural, com excelentes recantos para se acampar, ouvir a voz da natureza, o canto dos pássaros multicores... Aqui é possível tomar banho de cachoeira (há tantas!), pescar de canoa no rio Poxoréu, descer de caiaque no rio das Mortes...
Então a hora é agora. Para esta semana santa e esse feriadão de quatro dias, não há nada melhor do que abraçar a terra, beijar a flor, cantar para a lua cheia e fazer uma seresta de amor para a natureza. Com certeza, esse é um dos melhores tempos para se acampar por aqui neste ano.



domingo, abril 17, 2011

As idéias são eternas

De pé: Luís Carlos Ferreira, Wallace Rodolfo, Edinaldo Pereira, Gaudêncio Amorim; sentados: Izaias Resplandes, Amorésio Silva, João de Souza e Zenaide Farias.

A alma. O termo deriva do latim “anima” e se refere ao princípio que dá movimento ao que é vivo, que é animado ou o que faz mover. Aristóteles escreveu “Da Alma”, uma obra em defesa da alma e de suas implicações com o mundo físico.

O upenino. A palavra é derivada da sigla UPE (União Poxorense de Escritores), sendo utilizada para designar o membro dessa confraria, criada no Município de Poxoréu, MT, em 31 de março de 1988, com a finalidade de atuar em defesa da arte e da cultura. O upenino é o ser que encarna essa idéia, que vive e luta para transformá-la em realidade, valendo-se, principalmente da palavra, sem prejuízo de outros instrumentos da produção humana.


sábado, abril 09, 2011

Educação democrática


A educação é a salvação do mundo. Ela é responsável pela transmissão dos saberes, seja de pai para filho, na chamada educação de berço e que é muito importante para todos nós, seja na educação escolar, onde os pais recebem o apoio de professores preparados para ensinar as artes das ciências nas quais se formaram e se especializaram.

Quando se fala em educação democrática, há quem pense em acesso à escola garantido para todas as pessoas. Talvez seja isso também, mas acredito que vai além dessa postura simplista.

A educação democrática é aquela em que todos os envolvidos participam, desde a decisão sobre as temáticas a serem trabalhadas no debate, até as discussões e decisões conclusivas.

A participação de cada um não se dá pelo fato de se ser mais ou menos importante, mas por se tratar de sua própria educação. Aquele que está participando do debate está se educando. Afinal, já dizia Paulo Freira em sua Pedagogia do Oprimido (Paz e Terra, 1987) que "ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo".



quinta-feira, abril 07, 2011

As escolas demais e os gênios de menos


Em todos os tempos,a sociedade foi, proporcionalmente, a mesma. Uma pequeníssima parte se compõe de pessoas geniais, criativas, interessadas em pesquisar e conhecer novas formas de fazer as coisas. Essas poucas pessoas foram aquelas que inventaram toda essa parafernália tecnológica que a todo instante muda o nosso jeito de fazer acontecer. Essa é uma gente que pensa, que age e que faz! Do outro lado, há uma grande maioria, muito útil para testar as novas descobertas, para saber se elas realmente funcionam. Essas são pessoas simples, da média para baixo, gente que se encontra em toda esquina e que aos milhares se acotovelam por aí, brigando por qualquer coisa, ainda que insignificante seja.Ontem foi assim, hoje também e amanhã não será diferente.

Só para raciocinar.Se em um instante do início tínhamos uma razão de um para dez de geniais para comuns, com o passar do tempo, multiplicando aquela razão inicial por cem, teríamos cem geniais em cada mil pessoas. Projetando essa proporcionalidade sobre a população mundial atual, veremos que hoje teríamos uma razão de 900 milhões de geniais vivendo em um universo de 9 bilhões de pessoas.

Leia mais em: http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/2893932

domingo, abril 03, 2011

Um momento especial

Foto : Isaías Almeida e Izaias Resplandes

O mundo anda cada vez mais complicado. Cheio de doenças. E nós estamos no meio disso tudo, enfrentando a cada dia novos obstáculos em nossa luta pela subsistência. Temos clamado a Deus para que possa nos socorrer nesses momentos difíceis. E a resposta que temos obtido é que Deus tem um momento especial para agir na vida de cada um. Então, nesse momento quero pedir a Ele para que este momento de hoje seja o seu momento, meu fraterno amigo e irmão Isaías da Silva Almeida, Presidente da UMNT - União Missionária Neotestamentária.


Que Deus recupere a sua saúde para que você possa continuar espalhando a mensagem da boa-nova por esse "Brasil da Dengue" afora. Prof. Izaias Resplandes