domingo, junho 22, 2008

Júri Simulado na UNIC - Primavera do Leste, MT

Acadêmicos de Direito do 8º. Semestre Noturno da UNIC-Primavera

Sob a coordenação do NAJU - Núcleo de Assistência Jurídica, através dos professores Darley Camargo, Renato Cintra e Tatiana Merende, os alunos do 8º. semestre noturno do curso de Direito da UNIC - Primavera do Leste realizaram no último 21 de junho de 2008, sábado, um Júri Simulado nas depêndências do Tribunal do Júri da Comarca de Primavera, gentilmente cedido pela direção do Fórum.
Professores Renato Cintra e Darley Camargo, Coordenadores do Júri Simulado

O caso trabalhado pelos alunos foi realmente levado a Júri pelo Poder Judiciário há algum tempo, onde o réu veio a ser condenado por tentativa de homicídio. Em Júri Simulado realizado pelos alunos do 8º semestre de 2007, referente ao mesmo caso o réu veio a ser condenado, quando prevaleceu a tese da defesa pela desclassificação do crime de homicídio para lesão corporal leve. Já no Simulado do 8º semestre de 2008, o Juri considerou que o réu não praticou a tentativa de homicídio, agindo em "legítima defesa", sendo então absolvido.

Juiz Presidente do Tribunal do Júri: Rafael Carloto Correa


O Escrivão Rafael Costa dos Santos não perdeu um lance durante o Júri.

O Júri Popular é uma instituição secular, através da qual a sociedade é chamada para julgar seus pares pelos crimes cometidos contra a vida. O exercício proporcionado pelo NAJU é uma tentativa de aproximar os alunos o mais possível da realidade, contribuindo para o aperfeiçoamento de sua formação acadêmica.

Acusação: Volnei e Maria de Lourdes Zasso


O Júri do 8º semestre de 2008 foi assim composto: Juiz Presidente: Rafael Carlotto Correa; Ministério Público: Maria de Lurdes Zasso; Assistente de Acusação: Volnei Lorenzzon; Defensores: Haryshon Marden de Oliveira Marques e Reginaldo Gomes dos Reis; Escrivão: Rafael Costa dos Santos; Oficiais de Justiça: Roni de França Barcelos e Naumann José da Silva; Conselho de Sentença: Célio Almeida da Costa, Fábio Pículli, Elaine Evangelista Dias, Evandro Jorge Zanatta, Clarice Canzi Guadagnin, Daniel Luiz Sponchiado e Izaias Resplandes de Sousa, além de Jacqueline Chamun Soldera e Daiane Agne, que não foram sorteadas. Testemunhas: Solange Pereira Braga Viana e Hellen. Ré: Maria José Gomes Lopes.

A ré Maria José Gomes Lopes foi absolvida.

O júri contou ainda com a participação especial da acadêmica Elizângela, do 9º. semestre, a qual foi rejeitada para compor o corpo de sentença, por ser "a noiva" do Defensor Reginaldo Gomes, mas que contribuiu como fotógrafa, servente e assistente geral.

Os Defensores Haryshon Marden de Oliveira Marques e Reginaldo Gomes dos Reis trouxeram a tese da legítima defesa e foram bem sucedidos em sua brilhante intervenção.


Estiveram prestigiando o evento a Profª. Fabiane Guilherme (professora de Direito Administrativo da turma) e o Dr. Marcelo, Diretor da Cadeia Pública de Primavera do Leste. A imprensa local, através do SBT, deu cobertura jornalística ao evento.

O Conselho de Sentença: formado pelos cidadãos Célio Almeida da Costa, Fábio Pículli, Elaine Evangelista Dias, Evandro Jorge Zanatta, Clarice Canzi Guadagnin, Daniel Luiz Sponchiado e Izaias Resplandes de Sousa absolveu a ré da acusação, entendendo que o fato caracterizou legítima defesa.


É de destacar que a experiência foi ímpar e, sem dúvida alguma marcará a vida dos acadêmicos para sempre. Afinal "ninguém esquece o seu primeiro júri".

A oitiva da testemunha de acusação Hellen.


O 8º. semestre noturno da UNIC - Primavera do Leste, MT, registra seus agradecimentos a todos aqueles que, direta ou indiretamente, contribuiram para a realização desse evento.


O oficial de Justiça Naumann José da Silva, sempre atento às ordens do MM. Juiz Rafael.



Os oficiais de Justiça Naumann José da Silva
e Roni de França Barcelos foram muito eficientes no desempenho de seus ofícios.


As cidadãs Jacqueline Chamun Soldera e Daiane Agne não foram sorteadas para compor o Conselho de Sentença e a testemunha Solange Pereira Braga Viana teve sua oitiva dispensada pela própria defesa que a arrolara.


A cidadã Alice Bruneta, vítima no processo levado ao Tribunal do Juri, em companhia da testemunha de defesa Solange Viana.

Essa foi uma síntese do Júri Simulado do 8º. Semestre de Direito de 2008 da UNIC. As lembranças de cada um serão inesquecíveis. Afinal, este foi um grande momento para a segunda turma de formandos em Direito de Primavera do Leste, MT.

A turma esteve muito bem compenetrada e acreditamos ter dado conta do recado.


Então foi isso. Um abração a todos. Izaias Resplandes.

Nenhum comentário: